Como aprender línguas?

6. Atire-se de cabeça

As pessoas que ainda não se fizeram à estrada da aprendizagem de uma língua estrangeira podem sentir-se ansiosas ou receosas, como quando olham para o mar e não sabem nadar. Mas estudar uma língua é um pouco como aprender a nadar: depois do primeiro mergulho, é surpreendentemente sempre a direito.

Apesar de as pessoas provenientes de todos os meios sociais e de todos os níveis de educação serem capazes de aprender uma língua estrangeira, muitas encaram isto como um desafio para o qual não estão equipadas. Embora muita gente descubra uma paixão pelas línguas transmitida pelos seus professores, esta atitude pode começar na escola, quando ainda não é dado a uma língua o valor que ela merece e quando os exames causam uma aversão. «A escola não costuma preparar os alunos para a comunica
ção», recorda Caroline, empregada de escritório belga. «A experiência das pessoas na escola pode também torná-las relutantes à aprendizagem de línguas num momento posterior da sua vida».


Uma questão de momento certo

As exigências da vida constituem muitas vezes grandes barreiras. «Estou sempre muito atarefado. Não tenho tempo para estudar em condições», queixa-se Reinald, «designer» gráfico belga. Mas muitos aprendizes descobriram que arranjar tempo é incrivelmente enriquecedor.

Falar uma língua importante a nível mundial pode também revelar-se como um factor desmotivante. Neil, editor britânico, admite que «se se tiver o inglês, não se precisa realmente de mais nada, mas fazer um esforço traz ainda mais divertimento e compreensão».

Alguns pensam até que são demasiado velhos para aprender. Daniel, gestor com perto de 60 anos, afirma: «Na minha idade, é muito difícil aprender uma língua». Mas tal como milhões de aprendentes adultos descobriram, nunca é demasia do tarde para se aprender uma língua.


Legendas desnecessárias

O cintilante mundo do cinema europeu tem um grande elenco de estrelas multilingues, tais como a actriz francesa Juliette Binoche e o actor Jean Reno, as actrizes britânicas Charlotte Rampling e Vanessa Redgrave, a actriz espanhola Penelope Cruz e o actor Antonio Banderas, o actor sueco Max von Sydow e a actriz grega Irene Papas.

«Tive a sorte de os meus pais me terem educado em três línguas. Falo neerlandês com a minha mãe, italiano com o meu pai e aprendi alemão na escola. Mas a língua do meu país de acolhimento é o italiano», explica a actriz e modelo suíço-italiana Michelle Hunziker.





© União Europeia

Study in Poland

Study in Malaysia